Informaçoes

©Stockbyteª Atualmente as brasileiras estão entre as mulheres mais ansiosas do mundo, sempre ligadas ao 220v. O transtorno afeta 20% delas e 8% dos homens. Um pouco de ansiedade faz parte da vida, muitas vezes até nos ajuda, o sentimento causa uma reação que nos prepara para enfrentar os desafios. Mas observar com seriedade a saúde mental feminina é algo raro, ainda mais sem cair no sexismo – e foi por isso que um estudo na Universidade e Cambridge se propôs a fazer. Analisando mais de mil artigos e pesquisas sobre ansiedade e depressão desde 1999, eles chegaram a resultados assustadores: o transtorno é duas vezes mais comum nas mulheres do que nos homens. E o número independe de qualquer outra questão, como a classe social, a etnia e a localização no globo. Problemas psicológicos como depressão, bipolaridade e ansiedade não são incomuns. Ma verdade, segundo a OMS, eles atingem 1 a cada 3 pessoas no mundo, e quando só o transtorno de ansiedade é considerado o númeor vai para 4% da população global. Entre as mulheres 42% sofrem do transtorno, enquanto para os homens o número cai quase pela metade: 29% Mas o que é o transtorno de ansiedade? A OMS o define como o sentimento constante de preocupação, de incapacidade e de medo. Fisicamente a pessoa pode ter náusea, taquicardia e problemas de sono, e, quando têm um ataque, pode nem conseguir sair de casa. Esses sintomas ajudam a explicar por que é importante levar o gênero em conta no caso de transtorno de ansiedde: eles aparecem nas mulheres, segundo a pesquisa, por que elas permanecem em constante estado de alerta. Para dar uma ideia, uma em cada cinco mulheres será estuprada ao longo de sua vida de acordo com a OMS. Além disso, das 50 milhões de pessoas que vivem em situações de conflito, 80% são mulheres e crianças. Vítimas de violência doméstica, assédio sexual nas ruas, dentro de casa, no trabalho e nos transportes públicos também são, majoritariamente, mulheres. Ainda existe a pressão criada pelos múltiplos papéis impostos àmulher – como a maternidade – e a falta de apoio da familia se elas, enfim, decidem começar um tratamento psicológico. Frequentemente, explica o estudo, as mulheres sequer têm autonomia para compreender que o que estão sentindo trata-se de um transtorno de ansiedade. A conversa sobre doenças mentais é importante porque elas ainda são ignoradas quando o objeto de estudo não é o gênero. Estima-se que, no mundo inteiro, menos da metade das pessoas que buscam ajuda psicológica de fato a conseguem. Os próprios pacientes são relutantes em procurar ajuda – só duas em cada cinco pessoas que sofrem de transtornos procuram auxílio psicológico. Enquanto esse comportamento não mudar, a depressão e a ansiedade só continuarão a ganhar terreno. É necessário ligar o alerta : quando a ansiedade se torna excessiva, uma reação positiva passa a ter efeito contrário. Pise no freio! O consumo do Rivotril cresceu 800 vezes em menos de 10 anos no Brasil! Jovens mulheres têm mais tendência de sofrer para lidar com todas que colocam em cima delas! É pra lá pelos 28/30 anos que a maioria de nós tem o diagnóstico de doença mental. Cuide-se, se ame! Respire e entenda que por mais pesado que o fardo da vida possa ser, sempre há solução. Busque uma terapia, vamos conversar! Ponha pra fora o que te aflige, amiga!

O prazer sexual é conseguido não apenas através de estímulos corporais, mas também através de estímulos mentais, pela realização de fantasias e a representação, pelo casal, de determinados papeis. Na carona do livro que causa frenesi atualmente, 50 tons de cinza, preparamos o post de hoje especialmente para você, que quer entender mais sobre esses papeis sexuais. As relações sadomasoquistas exemplificam muito bem o que queremos dizer. O desejo que as partes nessas relações sentem é provocado pelo papel que elas assumem, seja o papel do sádico (dominador) ou o papel de masoquista (submisso). Esses papeis são frutos de uma escolha subjetiva e, sem entrar no mérito da psicologia desses indivíduos, são escolhas que visam despertar o desejo e a realização sexual. Enquanto uns se excitam dominando, infringindo dor e impondo tudo o que deverá ser feito na relação sexual, outros se excitam e se realizam obedecendo, sentindo dor e fazendo tudo o que seu mestre dominador mandar. Quem somos nós para julgar o desejo do outro? E quando um dominador encontra um submisso, desejamos mais é que eles sejam muito felizes e realizem as suas mais obscuras fantasias! O dominador Mesmo no âmbito das relações sexuais mais cotidianas, também podemos encontrar essa dualidade entre dominador e submisso e, em nossas próprias relações, podemos identificar esses papeis. Quem é que sempre toma a iniciativa da relação sexual? Quem é que na maioria das transas “fica por cima” e assume o controle, os movimentos e a intensidade do sexo, retardando ou acelerando, de propósito, o gozo do outro? Quem é que propõe novas posições, que fala baixarias e que puxa o cabelo? Quem é que, nos locais mais inapropriados, começa a excitar e a propor práticas sexuais? A partir dessas perguntas, não é difícil descobrir quem exerce o papel de dominador na sua relação. O submisso Ao lado de um dominador, geralmente, está um submisso. Já pensou em dois dominadores se relacionando? Pela lógica, isso seria impossível, ou possível apenas por um curto período de tempo, pois o dominador exige que a outra parte seja o seu oposto para que ele mesmo possa exercer plenamente sua dominação, sua vontade de mandar. O submisso, ou o passivo, pode ser identificado como aquele que nunca toma a iniciativa da relação sexual. É aquele que, na maioria das transas, está sob o controle do seu parceiro e que, além disso, faz tudo o que lhe é solicitado. É quem que geralmente está por baixo e que goza apenas quando o outro quer, é aquele que tem os cabelos puxados, que ouve as baixarias e que deixa que o outro o faça de gato e sapato. Mas atenção! Antes que você o julgue e ache que ele é um coitado, um frouxo ou uma pessoa sem iniciativa, saiba que esse foi o modo encontrado por esse indivíduo de sentir prazer, de se excitar e, ainda, de excitar o outro.

Traição é como um vaso que se quebrou. Pode ser colado novamente? haverá marcas? São avaliações válidas. Pode ser muito dolorido, sofrido emocionalmente. Para superar uma traição pode ser importante saber quem somos, quais nossas prioridades, quais nossos valores, do que podemos abrir mão. Este é um trauma muito grande, que precisa de esforços homéricos para reconquistar a pessoa depois de uma traição. Trata-se de uma missão extremamente complicada, pois requer a construção da confiança novamente, mas não quer dizer que seja completamente impossível. No entanto, é preciso ter paciência e determinação para não desistir apesar dos foras que você vai levar. 1 – Admita o erro O primeiro passo é admitir que errou e que errou feio para que a pessoa possa tentar confiar em você novamente. Não tente esconder ou negar o que aconteceu, pois pode ser pior e suas chances de reconquista podem ir por água abaixo. 2 – Peça desculpas Depois de admitir que errou, peça desculpas sinceras, demonstrando todo o seu verdadeiro arrependimento pelo o que fez e deixando a pessoa segura de que isso não vai se repetir novamente. 3 – Deixe a pessoa descarregar sua raiva Não tente justificar ou encontrar argumentos para o que você fez, pois, para a pessoa traída, não existe justificativa plausível para isso. Deixe que ela descarregue toda a sua raiva e mágoa em cima de você, pois ela precisa disso, precisa desse momento para colocar para fora todos os sentimentos ruins com relação a você. 4 – Demonstre arrependimento verdadeiro Mostre que está realmente arrependido e que fará todo o possível para reconquistar a confiança da pessoa, mesmo que ela demonstre não querer mais você. 5 – Reaproxime-se devagar Vá, aos poucos, se reaproximando da pessoa. Nada de ficar correndo atrás o tempo todo, ligando ou mandando mensagem toda hora no WhatsApp. Isso só vai fazer com que ela fique com mais raiva de você e realmente não queia te ver nunca mais na frente dela. 6 – Valorize ainda mais a pessoa Demonstre que você a valoriza ainda mais, que a ama como ela é, com seus defeitos e qualidades. Mostre que, independente do que aconteceu, você acredita que é possível vocês voltarem, pois crê no que vocês construíram juntos. 7 – Tenha bastante calma e paciência Entenda que este é um processo lento e demorado e que você vai precisar ter muuuuita paciência para reconquistar a pessoa amada. Vai precisar dispor de todos os seus recursos e artifícios para obter sucesso nessa empreitada, que não vai ser nada fácil. 8 – Demonstre que não vai desistir Se realmente você está arrependido e quer a pessoa de volta, mostre que você não vai desistir. Que ela pode te dar quantos foras ela quiser, mas você vai ser persistente, pois sabe que vale a pena. 9 – Dê um tempo Se mesmo diante de todos esses esforços a pessoa de fato não quiser te dar mais uma chance, dê um tempo a ela e respeite o seu espaço. Se precisar, fique alguns meses sem aparecer, para que a pessoa possa se recuperar, para a poeira abaixar e você tentar uma nova reaproximação. O essencial nesse processo é admitir que errou, mostrar que está arrependido e que fará de tudo para reconquistar a pessoa. Mostre para ela que ela vale a pena, que você não vai desistir e boa sorte!

Todo homem em algum ponto da vida já ouviu sobre a importância das preliminares. Ao longo dos anos, alguns aprendem a dominar a arte, enquanto outros ainda lutam com o básico. Para facilitar as coisas, aqui estão algumas dicas básicas que irão ajudá-lo e garantir o bem estar de sua(seu) parceira(o)! Chegando lá Ao contrário dos homens, as mulheres e os seus emocionais exigem muito mais tempo para chegarem ‘’no ponto’’. Não é apenas sobre ir devagar. A fim de produzir lubrificação suficiente necessária para a relação sexual, os corpos das mulheres precisam de ajuda, precisando despertar a luxúria. A intimidade emocional e proximidade com o seu parceiro, que é cimentado durante as preliminares, é a melhor maneira de fazer uma mulher sentir prazer durante o sexo. Embora cada mulher é diferente, existem alguns princípios básicos que funcionam para a maioria em geral. Evite ser muito apressado. Conversa e provocação Seja sujo, fale sujo. As mulheres respondem de forma diferente a palavras escritas e faladas do que os homens, razão pela qual a literatura erótica feminina é rica nisso. Se você descrever a forma como você gostaria de tocá-la, com que intensidade e em que direção, você vai envolver sua mente antes de seu corpo, que é exatamente o que pretende fazer. Ela estará visualizando-o ansiosamente e estará pronta antes que você perceba. A beleza está nos detalhes. Quanto a parte de tocá-la no processo, evite os lugares íntimos óbvios, e ao invés, experimente as zonas erógenas da mulher, como a boca, pescoço, pulsos, parte interna das coxas e costas. Construa antecipação A construção já começa bem antes de se entrar no quarto, e uma idéia é a exibição pública de afeto, que pode ser respeitosa, brincalhona e profundamente íntima sem ser abertamente ofensiva. Uma passadinha de mão na bunda de forma brincalhona ou um beijo apaixonado no bar já ajuda a entrar no estado de espírito. Está tudo nas mãos Embora cada mulher tenha suas próprias respostas e preferências especiais existem alguns movimentos que são básicos e sempre funcionam. Uma vez despidos e no clima, use seus dedos na parte intima dela com movimentos bem suaves. Nada muito ousado ou agressivo. Beijar, lamber e mordiscar suavemente são aceitáveis. Fique atento as respostas que a sua parceira lhe dá para acertar o ritmo. Tocar e acariciar o clitóris, e também fazer oral são importantes. Se acalme A linguagem corporal dela irá lhe dizer que está pronta. Pernas separadas, arqueando para trás, beijos profundos geralmente são indicadores certeiros. Mas lembre-se, como cada mulher é diferente suas respostas aos seus movimentos irão variar.

Como todos nós sabemos, a camisinha, apesar de bastante antiga, é o melhor e mais seguro método contraceptivo existente no mercado e o principal aliado de homens e mulheres para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Entretanto, cientistas do mundo inteiro trabalham em diversos projetos para fabricar novos meios de proteção para substituir os tradicionais preservativos. As invenções vão de pílulas e géis até aplicativos para smartphones. Neste post você irá conhecer as principais promessas tecnológicas que estão em desenvolvimento. Natural Cycles Cientistas suecos desenvolveram um aplicativo para smartphone chamado Natural Cycles, que por meio da temperatura corporal, determina os dias de fertilidade da mulher. Segundo eles, o app é 99,99% eficaz e não apresenta nenhum tipo de efeito colateral. Através de um termômetro, um algoritmo faz as contas baseadas na temperatura corporal basal e o programinha identifica se a mulher está em período fértil. Caso não esteja, pode-se fazer sexo sem camisinha sem risco de engravidar. De acordo com os desenvolvedores do Cycles, fazer essa constatação é possível porque o corpo feminino aumenta sua temperatura basal quando está se preparando para ovular, funcionando, assim, como um contraceptivo. Gel microbicida Cientistas britânicos e americanos publicaram um trabalho na revista Nature Medicine, no qual afirmam que estão trabalhando no desenvolvimento de um gel vaginal microbicida que poderá ser uma das novas armas no combate à AIDS. De acordo com o estudo, o produto, baseado no tenofovir, um medicamento anti-retroviral, impede que o vírus do HIV infecte células vulneráveis, pois bloqueia sua replicação, reduzindo os riscos de contaminação pela doença. Apesar de ainda não ter sido testado em humanos, acredita-se que a descoberta reduzirá bastante as chances de contaminação em mulheres, principalmente aquelas que os parceiros rejeitam o uso de preservativos. Anticoncepcional masculino Esse vem lá da Indonésia. Cientistas anunciaram a criação do anticoncepcional masculino a partir do ingrediente ativo de um arbusto indonês. Eles desenvolveram um composto que interrompe a produção de três enzimas do esperma, enfraquecendo os espermatozoides, tornando-os incapazes de fecundar os óvulos femininos. O produto ainda está em fase final de testes, e não prejudica a fertilidade masculina em longo prazo, que volta ao normal dentro de um mês, e também não apresenta efeitos colaterais. Hidrogel Financiados pela fundação filantrópica Bill & Melinda Gates, pesquisadores australianos estão trabalhando em um novo tipo de preservativo, que usará biomaterial, conhecido como hidrogel, ao invés do tradicional látex. O novo preservativo será auto lubrificante e muito mais parecido com a pele humana, do que com a borracha, permitindo uma maior sensibilidade durante o contato. Porém, a novidade ainda requer mais testes para verificar o limite de rompimento, dureza, permeabilidade e outros aspectos de segurança. A ciência caminha muito bem no desenvolvimento de novas alternativas aos preservativos tradicionais. Porém, muitos testes ainda precisam ser feitos para determinar a eficácia e, principalmente, a segurança para utilizar esses novos produtos. Dessa forma, a camisinha seguirá soberana por algum tempo quando o assunto for proteção e saúde humana! E você, conhece alguma outra pesquisa em andamento ou produtos em desenvolvimento que podem substituir a camisinha? Deixe seu comentário e até a próxima!

Uma das necessidades e características do ser humano é a convivência com seus semelhantes. Nem a pessoa mais isolada do mundo deixa de sentir vontade de ter alguém ao seu lado, seja uma amizade ou um relacionamento amoroso. Todos nós temos afinidades e diferenças com os grupos sociais aos quais fazemos parte e o convívio é importante para o nosso crescimento como pessoas. Entretanto, muitas vezes, certos fatores dificultam a convivência social. Atualmente, o visual é muito importante no relacionamento social e muitas pessoas, mesmo com bom estado físico e de saúde, acham que sua aparência não está de acordo com o considerado padrão e que isso pode atrapalhar até mesmo na hora de conseguir um emprego, por exemplo. Considerado um luxo feminino há certo tempo, a influência da imagem na convivência entre os semelhantes também já atingiu os homens. Seja através do esporte, de dietas ou mesmo de procedimentos estéticos, todos tentam manter o corpo são e bonito para conquistar uma mente sã. Mais que uma questão estética, a preocupação com a aparência física é um fator determinante naquilo que a pessoa considera capaz de conquistar em sua vida, ou seja, seus prazeres e satisfações. Para resolver estes problemas, existem muitos procedimentos estéticos que não mudam somente a aparência, mas a essência de cada pessoa. O convívio social torna-se mais prazeroso e aberto, com relacionamentos saudáveis e estáveis, sem a angústia da insegurança. Essa finalidade de proporcionar saúde mental condiz com a realidade da Organização Mundial da Saúde (OMS), órgão majoritário da luta pela saúde mundial e deve condizer com a realidade dos profissionais da área de saúde, uma vez responsáveis não somente pela integridade física, mas também intelectual de seus pacientes. A sociedade necessita que mais profissionais, não somente na área de saúde, pensem e sintam essa responsabilidade de tratar os indivíduos como pessoas conscientes e capazes de estagnação pelo fato da não aceitação diante de problemas de relacionamento amoroso, de trabalho, familiar e outros que influenciam sua maneira de agir e pensar. A filosofia é caminhar de mãos dadas com o paciente, para que ele possa sentir-se bem e desfrutar de tudo que o convívio social pode lhe proporcionar.

Não vamos mentir: o sexo no quarto de casa tem suas vantagens. É confortável. Não precisa encher o tanque do carro. Você pode assaltar a geladeira. Já conhece bem os controles da TV. E ninguém paga pernoite. Mas é Dia dos Namorados neste domingo (12)! Sexo é aventura! Energia, excitação! Mesmo quem tem um bom parceiro ou parceira acaba sentindo falta da emoção dos primeiros encontros, da conquista, da surpresa, da adrenalina. A rotina mata tudo – criatividade, trabalho e até relacionamentos. Quando estamos falando de primeiro encontro, então nem se fala. A primeira impressão é muito importante. Será que sua casa está arrumada? Seu quarto? E o banheiro? Tem camisinha na sua casa? E se bater aquela fome, tem algo para comer – mesmo que seja de madrugada? Sexo no motel é muito mais interessante para essa ocasião especial! O quarto de motel é uma realidade paralela Uma coisa excitante sobre quartos de motel é que eles proporcionam uma fuga da realidade. Há muito menos responsabilidade ali. A cama não é sua. O espelho no teto não é seu. A banheira de hidromassagem não é sua. E nenhum de vocês precisa limpar a bagunça. A atmosfera pode ser muito libertadora. E quem se liberta de responsabilidades fica mais relaxado para se abrir a novas experiências, se é que você nos entende…. Quarto de motel é para gemer alto No quarto de casa você (ou ela) tem vizinhos. Alguns deles muito chatos. Outros que simplesmente não precisam saber da sua vida sexual. No motel é diferente. Vale gritar e gemer na altura que vocês tiverem vontade. Naturalmente isso também vale para outros casais. E, embora nem todo mundo seja voyeur, poucas pessoas não se excitam ouvindo outros casais fazendo (ótimo) sexo. No quarto de motel vocês são reis O quarto de motel não é apenas um reino isolado para vocês dois viverem todas as fantasias, mas está plenamente abastecido para que vocês se sintam como rei e rainha. Basta um telefonema rápido e chegam ao quarto camisinhas, jantar, doces, espumante e o que mais vocês quiserem. Aja como patrão e ela vai se sentir como rainha. Depois do motel ela pode se gabar de você Mulheres também gostam de contar vantagem para as amigas. Use o quarto de motel como apogeu de um plano no qual você está plenamente no comando. Diga a ela que vocês vão sair para almoçar ou jantar no dia X e no restaurante Y e mande ela usar aquele vestido que você gosta e sem calcinha. Ao chegar lá, verifique se ela está sem calcinha – se não estiver, mande ela ir ao banheiro tirar e depois entregar na sua mão. Mostre pleno domínio da situação e não revele seus planos. Ao final do almoço ou jantar, leve-a para o motel e mostre tudo o que você sabe. Você vai ver, sentir – e ouvir! – o resultado. De nada!

Olá meus queridos, tudo bem? Tenho notado através de perguntas enviadas por e-mail e também nas publicações que alguns assuntos que talvez a maioria se sinta familiarizado ou ache comum, ainda é tema de muita dúvida. Por isso reuni alguns alguns tópicos para responder e ajudar meus queridos leitores a se conhecerem mais e espantarem de ver certos medos, que não são necessários. Tem algum assunto que faltou abordar aqui e você ainda tem dúvida? Escreva pra mim! Tomar anticoncepcional afeta o desejo sexual Verdade! Não são todas as mulheres que têm o desejo sexual afetado pelo uso do anticoncepcional, no entanto, é possível que o medicamento cause este efeito, sim! Atualmente as pílulas possuem baixas doses hormonais, que não costumam interferir na libido do porno gay, ainda assim, este resultado pode ser observado em algumas mulheres, dependendo do anticoncepcional e da reação do organismo. Não é possível engravidar com coito interrompido Mito! As chances de que haja um espace de sêmen antes do homem tirar o pênis da vagina são sempre grandes. Por isso, apostar no coito interrompido não é um método contraceptivo eficaz – sem mencionar os riscos de transmissão de doenças. Não é possível quebrar o pênis Mito! O pênis não possui osso e, por isso, não pode ser literalmente quebrado. Ainda assim, é possível que haja uma fratura peniana, causada pelo rompimento dos corpos cavernosos – estruturas que enchem de sangue no momento da ereção. Em casos de traumas, essas cavidades podem ser rompidas, levando à perda de ereção e dor. O homem pode ejacular sem sentir orgasmo Verdade! Embora sejam casos mais raros, o homem pode ejacular sem sentir orgasmo e também ao contrário: chegar ao orgasmo sem ejacular. Enquanto o orgasmo é o pico de prazer que o homem sente durante a relação sexual, a ejaculação é a saída de sêmen pelo pênis. Como as duas coisas acabam acontecendo, na maioria das vezes, juntas, acredita-se que elas são interligadas, mas é possível que elas aconteçam separadamente, sim. Depois de gozar muitas vezes em um único dia, o homem pode sentir orgasmo sem liberar esperma. Da mesma forma, pessoas que sofrem de ejaculação precoce, podem chegar nos “finalmentes” tão rápido, que nem chegam a sentir o pico de prazer. A mulher atinge o orgasmo mais fácil quando está por cima Verdade! O orgasmo clitoriano é um dos mais comuns e quando a mulher está por cima, durante a relação sexual, essa região costuma ser estimulada com mais facilidade. Por isso, é comum que o orgasmo feminino seja associado a essa posição. Ainda assim, existem outros tipos de estímulos ao clitóris em outras posições, assim como existem outros tipos de orgasmos femininos. Mulheres gostam menos de sexo Mito! As mulheres podem sentir a mesma, ou maior, vontade sexual que os homens. O que faz as pessoas acreditarem que os homens sentem maior desejo pode ser explicado pelo fato de eles pensarem mais em sexo do que elas e por ficarem excitados com mais facilidade – apenas com porno buceta estímulos visuais – enquanto a libido da mulher é influenciada por questões hormonais e emocionais. A alimentação influencia no gosto do esperma Verdade! Estudos comprovam que a alimentação pode prejudicar a fertilidade masculina ou melhorar a formação de espermatozoides. Além disso, há pesquisas que apontam que alguns itens podem afetar no sabor do sêmen, como a cafeína e o álcool, que podem deixar o gosto mais amargo. Alimentos muito gordurosos ou salgados também podem deixar o esperma com gosto forte ou ruim. Já uma alimentação saudável, rica em frutas e muita água, pode suavizar o gosto do sêmen. Descentes de negros têm pênis maiores Mito! Em alguns países da África, onde a população em sua grande maioria é negra, a média do membro masculino é maior do que a do resto do mundo. No entanto, isso não quer dizer que todo homem negro será mais “bem dotado”.

Toda relação precisa de um tempero a mais de vez em quando. Para evitar o risco de cair na rotina, nada melhor do que topar uma brincadeirinha aqui e outra ali para manter a relação pegando fogo. É muito saudável em um relacionamento poder viver as suas fantasias e compartilhar isso com o outro. Mas toda união passa por aquele momento em que um não sabe como propor aquela ‘loucurinha” ao outro. Como chegar na namorada e propor sexo a três com aquela vizinha? Ou partir pra ousadia e experimentar as maravilhas do sexo anal? Com a abordagem certa, dá para conseguir de tudo. Quer striptease? Faça ela se sentir sexy Assim como em quase todos os casos, é importante que a sua parceira tenha cabeça aberta e o sexo não seja um tabu para ela. Ela precisa se sentir confortável com a sua própria sexualidade e com as infinitas possibilidades do sexo gay. O striptease é um jeito bem sensual de aproveitar as preliminares e faz com que a mulher se sinta uma deusa. Ao abordar a questão do striptease, deixe claro que você quer isso porque a acha sexy demais e adoraria essa experiência. Vai ser uma brincadeira bem gostosa entre vocês, sem que ela precise encarnar uma stripper profissional. Coloque uma música sensual e deixe que ela seja ela mesma. Pornô? Saiba escolher Assistir a um filme pornô junto com a parceira pode fazer maravilhas para o casal, seja assistido antes, durante ou depois do sexo. Conheça bem a sua parceira e o quão aberta e segura ela é sobre a própria sexualidade antes de propor algo assim. O jeito mais fácil de ir acostumando-a sobre a ideia é começar a ver filmes com cenas de sexo, mas que não se classificam como video porno. Alguns exemplos são “De Olhos Bem Fechados”, “Carne Trêmula”, “Último Tango em Paris”, “Os Sonhadores”, “Instinto Selvagem”, entre vários outros. Perceba a forma como ela reage e aí estará a sua deixa para sugerir um filme mais direto. Quer ménage? Tenha timing Fantasia máxima de muitos homens, o sexo a três, também chamado de ménage a trois, pode ser muito difícil de conquistar. E se a namorada é ciumenta, como fazer? Neste e em outros casos, é importante sentir o terreno. Não aborde a questão logo depois do sexo, ela vai achar que você não curtiu e está pensando em outra. Faça isso em um contexto bem diferente, como um jantar ou algo parecido. Se está difícil quebrar o gelo e introduzir o assunto, experimente assistir com ela um filme que tenha alguma cena de sexo a três, podendo ser tanto pornô como normal. Aí vai estar a sua deixa. Só tome cuidado para não ser muito específico sobre qual amiga dela você quer na cama com vocês: deixe que ela conduza tudo e, claro, marquem o encontro para um motel e não para o quarto do casal. Quanto mais impessoal for o encontro, melhor. Anal? Tenha paciência Outra fantasia de quase todo homem é explorar esta outra possibilidade do corpo feminino: o sexo anal. Capaz de proporcionar um prazer sem igual para ele e para ela, é um tabu para muita gente. Para convencer a sua parceira a fazer sexo anal, a sua abordagem precisa ser a mais paciente possível. Seja direto e pergunte a ela quais as possibilidades de vocês tentarem, deixando claro que não há pressão alguma da sua parte. A partir da resposta dela, ficará claro quanto tempo tudo vai demorar. Se ela ficar balançada e incerta, ofereça-se para ir aos poucos mostrando todo o prazer que o anal pode proporcionar a ela. Com a lubrificação correta, comece com um dedo, depois dois… Aos poucos, estimulando a região para todo o prazer que ela promete. Seja quais alternativas vocês forem seguir, lembrem-se sempre de fazer com que a sua parceira se sinta desejada. Dê valor a cada uma dessas loucurinhas que vocês conquistarem juntos e a faça se sentir sempre irresistível. Isso não só fará com que ela se sinta melhor como também pode transformá-la em um furacão sexual ainda melhor. Aproveite!

Existem várias lugares no corpo de uma mulher que com apenas um simples toque, beijo ou massagem pode fazer com que ela sinta milhares de sensações boas. Claro que cada mulher tem o seu lugar favorito para ser tocada, mas alguns lugares que são comuns para quase todas as mulheres. Tocar uma mulher pode tanto deixar ela excitada quanto deixa-lá relaxada, e isso pode até fazer para que aconteça outras coisas. 1 – Massagem nos pés Uma boa maneira de você agradar uma mulher e fazendo uma bela massagem nos seus pés. Deixar a garota de bom humor e relaxada vai ser muito bom deixar um clima mais agradável. Se você puder ainda usar alguns óleos especiais e uma música romântica, isso pode fazer com que a mulher relaxe mais ainda. 2 – Massagem nas mãos Lembre-se que o contato entre as mãos é o início de quase todo relacionamento, então manter esse contato é muito importante troca de fotos de sexo. Fazer massagem ou apenas acariciar, pode parecer besteira, mas algumas mulheres podem ter seu ponto quente na mãos, podem sentir vontade de fazer outras coisas apenas pelo toque das mãos. 3 – Massagem na cintura A cintura é uma parte importante do corpo, centralizada, sensual e que toda garota gosta que toque, com a permissão dela é claro. Talvez a cintura seja o melhor caminho para tocar outras partes caso haja essa intenção, já que ele fica no meio do corpo. 4 – Beijar o abdômen O abdômen, assim como a cintura, é um ótimo lugar para fazer massagem e principalmente beijar. Se você tem problemas para deixar uma mulher excitada, dar beijos suaves na barriga pode ser uma boa dica. E obviamente, a partir do abdômen você pode partir para outras partes. 5 – Beijar a orelha A orelha é uma parte muito sensível do corpo, e dependendo do jeito que você beija essa parte da garota, isso pode até causar arrepios. Além dos beijos, dar uma cheirada e até uma mordida de leve na orelha pode fazer com que ela fique excitada e as vezes uma combinação de toques no corpo da mulher acaba gerando sensações incríveis para ela. 6 – Massagem nas costas Quem não gosta de uma boa massagem nas costas, né? A maioria delas adoram, e se você fizer uma massagem bem feita, dando beijos suaves e passando um creme de pele, faz com que não apenas as mulheres fiquem excitadas, mas até os homens adoram ser tocados dessa maneira. 7 – Lábios Não é preciso beijar a mulher apenas na hora de cumprimentar ou na hora de dizer tchau. Os lábios podem liberar endorfina em nosso corpo, o centro do prazer do rosto pode enviar mensagens para o cérebro que acabam se espalhando por todo o corpo, além do beijo na boca ser uma sensação maravilhosa. 8 – Nuca A nuca é um lugar da mulher maravilhoso para se fazer massagem e beijar, além relaxar e de liberar uma tonelada de estresse. Depois da massagem e dos beijos suaves ,um suspiro na nuca também pode ajudar na hora de deixa-lá excitada. 9 – Coxas A coxa pode ser um dos lugares mais gostosos para se tocar de uma mulher. Essa região é muito sensível e fica muito perto do ponto mais quente do corpo da mulher, e quanto mais perto desse ponto mais a mulher vai se sentir excitada. 10 – O ponto mais quente E finalmente chegamos no lugar que da mais prazer para as mulheres. O ponto mais quente da mulher tem mais de 8.000 terminações nervosas, cada mulher tem um clitóris diferente e gosta de ser tocada de um jeito específico, depende da sua sensibilidade. Uma dica é começar de um jeito bem delicado e fazer movimentos em círculo também é importante Xvideo. Fazer com diferentes velocidades e pressões pode ser o caminho até você achar a maneira perfeita, e se você completar acariciando outras partes do corpo como o beijo na boca, também pode dar mais prazer ainda para a mulher.